Borboleta azul

Incansável na suavidade
Encantadora na beleza
Suave na agilidade
Sedutora na leveza

O soar imperceptível
Aliado ao balançar ágil
Nos deixa visível
A delicadeza sutil

Azul para que eu possa adorar
A cor em toda sua plenitude
Sua beleza atrai meu olhar
E sua grandeza, minha atitude

Alio atitude a altitude
Que alcança com seu vôo
Por vezes vai tão longe, me ilude
Por outras foge ao meu olho

E ainda quando está
Em metamorfose perfeita
Pode me considerar
Admirador de sua receita

Acredito que me traz sorte
Ainda que seja superstição
Além de me brindar com seu porte
Ou serão os olhos do meu coração?