Pé de manga

Pé de manga onde nasceste?

Na rua das Palmeiras, mas és mangueira!
Por tanto tempo te escondeste
Plantada na calçada, sua parceira

Só hoje reparo em ti
Que solidão assistida!
Vou chegar logo até ai
E te salvar desta vida

Vou te levar pra minha terra
Que tem palmeiras e sabiá
Há Dias Gonçalves te espera
Para que tu voltes a sonhar

Lá tem chuva, vento e brisa
Uma casinha apenas, que abriga
Um bom senhor de boa vida
Que trata de natureza agredida

Daí teus frutos voltarão a brotar
Tuas folhas ficarão mais vívidas
Tua sombra irá nos contemplar

Nossos bosques terão mais vidas